PONTO ELETRÔNICO PARA O POLÍTICO E REDUÇÃO DRÁSTICA DO NÚMERO DE ASSESSORES PARLAMENTARES, E ESTES SERÃO CONCURSADOS TEMPORÁRIOS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

PONTO ELETRÔNICO PARA O POLÍTICO E REDUÇÃO DRÁSTICA DO NÚMERO DE ASSESSORES PARLAMENTARES, E ESTES SERÃO CONCURSADOS TEMPORÁRIOS

Mensagem por ProjetoANB em Sex Maio 13, 2016 10:59 am

COMENTÁRIO SOBRE O QUADRO ATUAL:

Desde sempre, os políticos se apossam da coisa pública como algo que lhes pertencem, e não ao povo que os elegeu. Os gabinetes viram mini-feudos, mini-reinos, onde o político governa imponente, blindado e altivo. Hora pra chegar para o trabalho? Cumprir jornada como qualquer trabalhador? Ter funcionários ao seu redor que não lhes sejam bajuladores, submissos ao ponto de não servirem aos seus propósitos hediondos? Em pleno século XXI, isso, nem pensar. Isso seria para eles um absurdo. Algo impensável. Uma afronta. Um açoite. Desde sempre, assim que o político se elege, qual a primeira coisa que ele faz, antes das negociatas e falcatruas pra abocanhar toda verba pública que puder? Formar o seu gabinete. E, claro, com todos os bajuladores cabos eleitorais que participaram de sua campanha, parentes, amigos e apadrinhados políticos. Todos eles formarão uma equipe que estará pronta para servir aos propósitos mais ardilosos do seu chefe, o político. Nos gabinetes acontecerão os acordos escusos, os planejamentos para desvios de verbas e toda sorte de podridão. Os assessores parlamentares corruptos, servirão de laranjas e testas de ferro. Isso, quando eles estão nos gabinetes, pois, geralmente, o que vemos nos noticiários? Plenário vazio. Gabinetes fechados. Quando estes estão abertos (plenários e gabinetes), a reunião para decidirem pautas bombas pro povo é certa. A falta de assiduidade no trabalho, assim como as falcatruas dos gabinetes, com a conivência dos assessores parlamentares é uma norma rígida a ser cumprida. Por tudo isso, o Projeto AGORA OU NUNCA, BRASIL! propõe:

PROPOSTA (S):

Essa Proposta é, sem dúvida, um grande grito de CHEGA! na cara de pau do Sistema Político e de quem o torna tão desprezível. Ponto eletrônico para Senadores, Deputados Federais, Deputados Estaduais, Vereadores. Como Presidente da República, Governadores e Prefeitos têm que estar viajando constantemente, a Proposta é válida somente para os cargos mencionados. Essa é uma das Propostas que teremos que forçar a blindagem dos regimentos internos das casas legislativas. A pressão popular será decisiva para que possamos alcançar êxito para a aprovação dessa Proposta. Os parlamentares não terão mais as desculpas de tantas viagens, tendo em vista que o Sistema Político estará outro, agora muito mais funcional, prático, eficiente e transparante com as verbas públicas e muito, mais muito mais produtivo. Só serão autorizadas viagens justificadas uma vez ao mês, pelo período de até, no máximo, três dias consecutivos. Serão dois horários de expediente, de 8 às 12 h, com pausa para o almoço, e das 2 às 18 h, e de segunda a sexta-feira, com ponto eletrônico. O parlamentar, ainda, não mais contará com os velhos, submissos, laranjas e corruptos assessores apadrinhados. Ele, com o Novo Sistema Político, será o chefe de funcionários concursados temporários, e não mais de capachões escalados para todos os propósitos escusos do parlamentar e das regras sujas do atual e falido sistema político. Serão três assessores/funcionários para cada Senador, Deputado Federal, Deputado Estadual e Vereador. Hoje, os parlamentares têm até 30 assessores, o que é extremamente imoral, anti-ético e uma oneração vergonhosa para os cofres públicos. Uma verdadeira farra com a cara de todos os brasileiros. Os assessores/funcionários terão hora pra chegar e sair, assim como o parlamentar, com ponto eletrônico também para eles. Os assessores/funcionários terão autonomia para exercer um serviço sério e de alta relevância para todos os brasileiros. Serão concursados justamente para terem capacidade para cumprir o papel parlamentar que lhes cabe, admitidos com provas e títulos, para cargos de nível superior. Claro que esses assessores não farão por onde obstaculizar os trabalhos do parlamentar, pois estarão ali como profissionais qualificados para cumprir da melhor forma a sua função, mas não serão mais cúmplices de atos ilícitos e hediondos, nem coniventes com toda sorte de sujeira que acontece hoje em grande parte dos gabinetes dos nossos parlamentares, das três esferas públicas. Estarão ali para serem eficientes e para fazer a máquina pública funcionar sem jogatinas, negociatas e falcatruas. Os assessores/funcionários receberão, se, até o final do seu trabalho temporário, não tiverem cometido nenhuma ilicitude, títulos que somarão à sua vida profissional, títulos esses que terão grande valor no meio acadêmico e empresarial, por se tratar de alguém com comprovada lisura, ética, profissionalismo e competência, e, inclusive, contarão com mais pontos nos títulos para uma eventual concorrência para um próximo concurso para o mesmo cargo. Se essa Proposta fosse aprovada hoje, nesse atual sistema político de regras sujas, o Senador, ou Deputado Federal ou Estadual, ou o Vereador, iria se sentir extremamente desconfortável com pessoas lhe assessorando que não são do seu ciclo viciado e corrompido, pois ele não teria liberdade para fazer valer as suas bizarrices políticas, as suas armações e falcatruas. Mas, no novo sistema político que está nascendo, que você está ajudando a surgir uma nova história do Brasil, o político já entrará num sistema político limpo e sadio, livre das anomalias que vemos hoje.

O PORQUÊ DESSA PROPOSTA?

1. Ética com a coisa pública. O parlamentar é um funcionário do povo e deve se comportar como tal. 2. As verbas hoje para pagamento de assessores chegam a mais de 100 mil reais, dependendo do parlamentar, do Estado, ou do Município, pois isso varia muito de casa legislativa para casa legislativa. Com essa Proposta, as verbas destinadas para esse fim, serão de até 20 mil reais para os três assessores/funcionários da esfera federal (Senador ou Deputado Federal), de até 15 mil reais para os três assessores dos Deputados Estaduais, de até 10 mil reais para os três assessores do Vereador. Uma coisa extremamente gratificante é que esses recursos serão aplicados para pagamento de profissionais sérios, e não mais para assessores picaretas apadrinhados que, muitas vezes, mal colocam os pés nos gabinetes, e ganham muito mais do que isso. No cômputo final, juntando o todo o Congresso Nacional, todas as 27 assembleias legislativas e as cerca de 5570 câmaras de vereadores do Brasil, serão muitos milhões de reais economizados do dinheiro seu e meu, dos cofres públicos, ou, até, quem sabe, na casa do bilhão, haja visto que, além dos salários, o montante astronômico, as cifras exorbitantes, estão nos desvios de verbas que, muitas das vezes, passam pelas mãos sujas dos assessores parlamentares . 3. Fim das imoralidades com o dinheiro público nos âmbitos dos gabinetes. 4. Inibição eficiente das falcatruas e uso dos assessores parlamentares para serem cúmplices dos ilícitos praticados pelo parlamentares. 5. Serviço público parlamentar de qualidade, com respaldo técnico, produtivo, célere e eficiente. 5. Avanço rumo a um Brasil com uma política evoluída, livre dos vícios paralisantes e arruinantes, uma política enxuta e produtiva. O que você achou dessa Proposta? Dê as suas sugestões! A sua participação, adesão e contribuição são imprescindíveis para o sucesso do Projeto AGORA OU NUNCA, BRASIL!. Participe! Seja o principal Protagonista dessa nova e descente história!
avatar
ProjetoANB
Admin

Mensagens : 43
Data de inscrição : 08/05/2016

Ver perfil do usuário http://projetoanb.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum